quarta-feira, 24 de março de 2010

NOVELA: NINA (1977)



Novela de época passada entre 1926 a 1929, Nina aborda os conflitos decorrentes da introdução de valores modernos numa sociedade tradicional. O papel-título é vivido por Regina Duarte, jovem professora do interior que inicia sua carreira num dos mais importantes colégios do São Paulo. Ao saber que o colégio havia rejeitado a matricula de Isadora (Izabela Garcia),uma menina de oito anos, porque ela era filha de artistas, a professora manifesta-se contra a decisão. Além dos obstáculos ideológicos, Nina tem de disputar o amor de Bruno(Antônio Fagundes) com outra mulher.

A partir do capitulo 73, uma estudante é assassinada no colégio onde Nina trabalha, e a professora é acusada do crime. Inicia-se uma nova fase da novela. A trama fica mais intensa e movimentada.

Nina fez sua estréia em 27/07/77 a 13/01/78 as 22:00hs. Em 1977, estreava Nina (Globo), às 22h, de Walter George Durst, com direção de Fábio Sabag. No final de 1976, o autor preparava a novela que iria substituir Saramandaia, de Dias Gomes, no horário: Despedida de Casado.

Mas a criativa censura vetou, pois julgava o tema (separação de casais, imagina?) muito forte para a TV.

O autor, então, teve que fazer uma substituição.Enquanto a emissora reprisava O Bem-amado, de Dias Gomes, ele escrevia a nova obra. A trama girava em torno da doce Nina (Regina Duarte) que se empregava como professora em um rígido colégio, onde a moral da década de 20 estava instalada.

Ela teve que enfrentar alguns obstáculos, principalmente a família do barão Antônio Torres Galba, vivido pelo inesquecível ator Mário Lago, que era um membro ativo do Partido Republicano Paulista. A luta da moça para impor novas idéias e o seu amor pelo italiano Bruno (Antônio Fagundes) foram muito criticados, por causa dos costumes da época. Arlete (Rosamaria Murtinho), filha do barão que disputava com Nina o amor de Bruno também desagradou a alguns. No meio deles girava a boate Lyra das Mimosas, comandada por Madame Naná (Elza Gomes, que saudade!).

A atriz Regina Duarte voltava à telinha, depois de três anos ausente, e começava a apagar a imagem de namoradinha do Brasil, o que se consolidaria com a série Malu Mulher, em 1979. A novela foi prejudicada pela censura, que impedia o aquecimento da história. Foi a primeira novela na Globo do ator Fábio Jr., como o Anjo (Alvinho). É importante que as pessoas não confundam esta novela com Gina, de Rubens Ewald Filho, de 1978, que foi exibida no horário das 18h, tendo Christiane Torloni como protagonista.

A obra contava com Maria Fernanda, Regina Viana, Marcos Paulo, Osmar Prado, entre outros. Personagens, cenarios, da trilha sonora sensacional e do elenco realmente inspirado...'nina' é fruto de uma novela proibida ('Despedida de Casado'), assim como 'pecado capital', um ano antes, tambem tinha sido resultado de uma outra novela, igualmente vetada pela censura ('Roque Santeiro'), e que obteve grande sucesso de audiencia e prestigio...'Nina' era muito bem produzida, a época retratada (anos 20) era primorosa, tanto na direçao de arte, como texto e direçao, enfim, um dos muitos acertos da globo, na fecunda decada de 70... no numeroso elenco, rosamaria murtinho ('Arlete Galba') era um grande destaque, assim como elza gomes ('Madame Naná') e suas 'meninas' dançarinas de um cabaré, antonio fagundes ('Bruno'), osmar prado ('Morungaba'), mario lado ('Galba'), jose lewgoy, maria fernanda e, principalmente, regina duarte, no papel titulo e ja se despedindo do rotulo de 'namoradinha do brasil', ainda que 'Nina' pudesse ser considerado um personagem com as caracteristicas de uma heroina romantica...pra quem viu, certamente, trata-se de uma telenovela com muitos atributos e qualidades, bem acima da média, mesmo tendo sido escrita numa epoca onde se ousava e acertava mais...pra sempre, na memória!

CURIOSIDADES DA NOVELA NINA

Antonio Fagundes fala do seu personagem Bruno:Meu primeiro papel italiano fiz em uma novela de Walter Jorge Durst, "Nina". Inclusive, a Regina Duarte trabalhou comigo, em 1977. E o primeiro italiano a gente nunca esquece: o personagem se chamava Bruno. Depois, fiz um outro personagem de um autor italiano que fez muito sucesso, e foi muito importante para minha carreira. Mario Lago ganhou premio com a novela Nina!!

Em 1977, lançou o livro "Bagaço de Beira-Estrada" e interpretou o personagem Antônio Galba na novela "Nina", de Walter George Durst, com o qual ganhou o prêmio de melhor ator da Associação Paulista de Críticos Teatrais.

 A novela que Walter George Durst planejava era Despedida de Casado, mas ela foi censurada. Na verdade, quando começava a produzir a substituta das 22h, a Rede Globo mandou quatro sinopses para serem apreciadas pela censura:

O Casamento (nome provisório de Despedida de Casado), Dona Flor e Seus Dois Maridos, A Vida Como Ela É' e A Vida Escrachada de Baby Stompanato. Destas, apenas O Casamento havia sido aprovada, mas quando os censores viram em vídeo os trinta capítulos de Despedida de Casado que já haviam sido gravados, a opinião mudou, trazendo prejuízo de cinco milhões de cruzeiros.

Praticamente todo o elenco de Despedida foi reaproveitado para Nina. Foi um dos mais apurados trabalhos de criação até a época, mas acabou não agradando o público. Entre Saramandaia e Nina, foi reprisada a novela O Bem Amado, em compacto de 60 capítulos, de janeiro a julho de 1977. chamada na fase 2

Na segunda fase da novela ,a chamada mudou para "Nina , A la Garçone " e o corte de cabelo de Regina Duarte também mudaria .

TRAMA:

Nina se emprega como professora no rígido colégio, onde a moral da década de 20 está instalada em todos os seus conceitos. Ao saber que a escola havia rejeitado a matrícula da menina Isadora porque ela é filha de artistas, a professora manifesta-se contra a decisão. A partir daí, a trama se desenrola contrapondo os ideais de Nina aos dos personagens conservadores. Através de seus liberalismos, ela enfrentará obstáculos intransponíveis, principalmente com a família do barão Antônio Torres Galba, membro ativo do PRP - Partido Republicano Paulista.

Sua luta para impor novas idéias e o seu amor pelo italiano Bruno são duramente contestados, pelos costumes da época em relação à sua posição, e por Arlete, filha do barão, na disputa de Bruno. Ele é um imigrante italiano que administra os bens da família Galba. Arlete se apaixona pelo homem de confiança de seu pai e faz de tudo para conquistá-lo.

Mas um crime acontece no colégio onde Nina trabalha. Uma aluna é assassinada, e a culpa recai sobre a professora, que passa a lutar por sua inocência.

ELENCO

REGINA DUARTE - Nina
ANTÔNIO FAGUNDES - Brunoa família Galba
ROSAMARIA MURTINHO - Arlete
MÁRIO LAGO - Antônio Torres Galba
MARIA FERNANDA - Mariana
REGINA VIANA - Marta
KÁTIA D'ANGELO - Maria Clara
SÔNIA REGINA - Ana Cândida
MÁRIO CARDOSO - João Cláudioos Mordedores
MARCOS PAULO - Miguel
OSMAR PRADO - Morungaba
CARLOS GREGÓRIO - Nélio
FÁBIO JÚNIOR - Anjo (Alvinho)os dançarinos
JOSÉ LEWGOY - Professor Frasão
ISABELA GARCIA - Isadoraa Lyra das Mimosas
ELZA GOMES - Madame Naná
MARIA CLÁUDIA - Doralda
LÚCIA ALVES - Chiquinha
MARIA HELENA VELASCO - Geni
ANA MARIA NASCIMENTO E SILVA - Iracema
MARÍLIA BARBOSA - Mazinhaos cineastas
ARY FONTOURA - Fialho
MARIA ZILDA - Mimio colégio
JOSÉ AUGUSTO BRANCO - Dr. Lourival
SÔNIA OITICICA - Angélica
ARACY CARDOSO - Dalva
MARIA POMPEO - Clorinda
NORMA SUELY - Sagradaos estudantes
LAURO GÓES - Clemente
PAULO RAMOS - Afrânio
VANÍSIO MELLO - Clóviso povo
BRANDÃO FILHO - Simão
ROSITA TOMÁZ LOPES - Marcolina
LÚCIA MELLO - Tetéia
PAULO GONÇALVES - Arturo
REGINA MACEDO - Antonela
TELMO AVELAR - José Alípio
CHICA XAVIER - Escolástica
FERNANDO JOSÉ - Anacleto Fonseca
FERREIRA LEITE - Sinésio
LINA ROSSANA - Rosário
ROSANA PENNA
LUIZ ARMANDO QUEIRÓZ - Dr. Agripino
CLÁUDIO CAVALCANTI - Grimaldi

BASTIDORES:

No final de 1976, Wálter George Durst preparava a novela substituta para Saramandaia no horário das dez. Escrevia Despedida de Casado. A novela estava com produção adiantada e capítulos gravados quando foi vetada pela censura, por julgar o tema (separação de casais) impróprio. Durst teve que preparar uma substituta. Enquanto a Globo reprisava O Bem Amado, ele começou a escrever Nina, que aproveitou o elenco original de Despedida de Casado.

Estrelada por Regina Duarte, no papel-título, afastada há três anos e meio das novelas, Nina começava a apagar da atriz a imagem de "Namoradinha do Brasil", o que se consolidaria com a série Malu Mulher a partir de 1979.

Um dos mais apurados trabalhos de criação dos que tiveram acesso à televisão até então. Tão apurado que não motivou o grande público.

Uma mudança na história, a partir do assassinato de uma aluna no colégio, motivou uma sequência - Nina, À La Garçonne, assim intitulada devido ao corte de cabelo que a personagem é obrigada a fazer. Muito prejudicada pela censura, que quase deixava impraticável o seguimento da ação.

As cenas externas de época foram gravadas na Estação da Luz, na capital paulista; em Bananal, limite dos estados do Rio de Janeiro e de São Paulo; em Santa Teresa, Praça Mauá, Centro e Alto da Boa Vista, na cidade do Rio de Janeiro.

Primeira novela na Globo do ator-cantor Fábio Júnior.

Cláudio Marzo, que integrava o elenco de Despedida de Casado, gravou 20 capítulos de Nina e saiu. Seu personagem ficou com Marcos Paulo.

Não confundir Nina com Gina, novela das 18 horas de Rúbens Ewald Filho, produzida em 1978 com Chrstiane Torloni no papel-título
 
TRILHA SONORA NACIONAL

01.Vamos Deixar de Intimidade - João Nogueira
02.Paciente - César Costa Filho
03.Brejeiro - A Cor do Som
04.Eu Dei - Marília Barbosa
05.Nêgo Véio Quando Morre - Os Originais do Samba
06.Apanhando Papel - Luiz Ayrão
07.Primeiro Amor - Altamiro Carrilho (tema de abertura)
08.Quem É - Sônia Santos e Grande Otelo
09.Atraente - Os Turunas da Paulicéia
10.Há Uma Forte Corrente Contra Você - Os Frajolas
11.Choro e Poesia - Altemar Dutra
12.Urubu Malandro - Betinho e Seu Conjunto
13.Flor Amorosa - Maria Martha
14.O Almofadinha - Ivon Cury
 
TRILHA SONORA INTERNACIONAL

01.Charleston - Enoch Light & The Light Brigade
02.Whispering - Bing Crosby
03.Yes Sir, That's My Baby - The Good Old Times
04.Swanee - Al Jolson
05.12th. Street Rag - Jerry Smith
06.Marie - Enoch Light & The Light Brigade
07.Baby Face - The Gatsby Brothers
08.Edelweiss - Myron Floren
09.Blue Skies - Frank Sinatra & Tommy Dorsey Orchestra
10.Sweet Georgia Brown - Traditional Jazz Band
11.It Had To Be You - Sammy Kaye
12.On The Sunny Side Of The Street - Louis Armstrong
13.'29 - Ralph Richardson
14.Mala Femenna - Giacomo Rondinella (tema de Nina e Bruno)
15.I'm Alone - Fleming
16.Come Back Please - Danny Davis

REVISTAS DA ÉPOCA

Nenhum comentário:

Postar um comentário